domingo, 21 de abril de 2013

Meu desapego é rei.

Não sinto mais sua falta,
Não me faz diferença,
Desapeguei.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Meio amargo

Eu não queria escrever sobre você, na verdade eu só queria conseguir parar de pensar em você, queria acabar com esse gosto amargo de cigarro que insiste em voltar para a minha boca toda vez que você insiste em aparecer em meus pensamentos, e admito, não passo um segundo do dia sem esse gosto amargo na boca.
Porque como você disse, eu só gosto de você porque você é como meu chocolate preferido, meio amargo, e fazia jus a comparação, deixando seu gosto amargo a cada beijo, aprendi a gostar disso, me resta aprender a esquecer.
Eu não consigo mais olhar para o céu estrelado de noite, ou ficar mais de dez minutos na minha cozinha. É estranho ficar perto dos meus amigos quando eles estão brincando com as suas brincadeiras, ouvir as músicas que eu te fazia ouvir, ver os roxos pelos meus braços, marcas de você, mas o pior de tudo é olhar para mim e sem pensar, ver você.
Tá difícil entender que você não vai voltar, me sinto desamparada, desprotegida, vulnerável, e não tem nada que eu possa fazer.
"Vai, sem duvidar, mas se ainda faz sentido vem."


E eu fiquei assim, como esse texto: sem sentido, sem você, só com o fim, de gosto amargo.
                                                                                                 
                 
                                                                                                                               15/04